Arquivo mensal: fevereiro 2013

Mais um toque

Padrão

O ditado “mãe tem sempre razão” passou a valer para reformas. Digo isso pois ela me convenceu a fazer uma mudança na fachada da casa, coisa que eu era radicalmente contra.  Agora já penso nisso como implementação.

A ideia é instalar  molduras de EPS ao redor das janelas e da porta de entrada lateral.  Pra quem não sabe, EPS é a sigla  internacional de Poliestireno Expandido, o nosso velho amigo  “Isopor®” (sim, é uma marca registrada).  O material moldado recebe uma fina camada de concreto, tornando-se  muito resistente e mais leve do que  pré-moldado e infinitamente mais barato, rápido e limpo do que o moldado na obra.

Olha só a diferença da janela abaixo.

imagem

imagem2

São print screen deste vídeo http://www.youtube.com/watch?v=cfmQcxg5iqA

O lustre mais chato do mundo

Padrão

Quanto mais você quer uma coisa, mais difícil ela se torna. No meu caso o objeto era um lustre clássico,  estilo Maria Thereza,  todo em vidro preto.

Tá, não era a coisa mais impossível, mas ao começar a pesquisar preços…  Não encontrei nada compatível com meu orçamento. Além disso, era só um capricho meu, já que é o lustre do quarto de vestir.

Em uma das muitas subidas e descidas na Rua da Consolação encontramos uma loja nova, daquelas que o dono mal arranha o português, mas com precinhos camaradas (e nota fiscal). Lá tinha um lustre que não bem o que eu queria, mas que poderia ser um bom substituto  e  era condizente com o nosso budget.

Arrematamos!

E como todo lustre chinês, ele veio totalmente desmontado e com um manual ridículo. Sério, o que seria o tal manual não passava de um desenho do lustre pronto.  Só faltava vir escrito: ” Ó,  é assim que é. Vire-se!”

bl03a8

Esse é só um exemplo

 Lá se foram 4 horas só para montar o corpo e fazer a parte elétrica do troço. ..

Como ainda não era hora de colocar o lustre, já que faltava a pintura, deixei ele dentro do armário sem nenhuma das partes de vidro colocadas.  Totalmente seguro.

Enfim chegou o dia de pendurá-lo no lugar, mas tive uma infeliz surpresa. Um das peças de vidro que fica embaixo da lampada (no desenho acima parece um pratinho) estava quebrada em um zilhão de pedaços. Quase chorei de raiva!

Respirei fundo, contei até dez e bora pensar na melhor forma de resolver isso…

Primeira coisa que fiz foi ligar lá na loja do Sr Ping Pong, mas eles não tem peça de reposição. Desesperei.

Segunda opção seria tirar todas as  peças e colocar cúpulas. Ok, mas aí ficaria anos-luz do que eu queria.

A terceira opção foi sugestão do meu eletricista. Ele mostrou que  uma peça de vidro que arrematava o lustre  tinha o exato formato da quebrada. Só que por ser de arremate, essa tinha uma furação diferente e não encaixava no lugar de maneira alguma. Ele disse que podia desmontar o lustre e fazer de uma maneira que todas ficassem no lugar, mas isso ia modificar o lustre.

Nesse momento me vi num impasse sobre o que fazer: aceitar as mini cúpulas ou o lustre um tanto diferente.

Nem um, nem outro. Fui atrás de alguém que fizesse corte em vidro não plano (vidraçarias não fazem esse tipo de serviço).

Por indicação, achei um senhorzinho lá perto do metrô Santa Cruz, que faz esse tipo de trabalho( e outras coisas) de maneira artesanal.

IMG_1889

E não é que ele resolveu meu problema? Hoje fui colocar a peça no lugar e ficou perfeito.

IMG_1902

O lustre que seria preto e acabou cinza.

Aí faltava apenas as lampadas para completar. Sai, comprei e voltei feliz da vida com elas. O modelo da rosca não é o padrão E27…

350px-Profanity.svg