Arquivo mensal: maio 2012

1 mês de obra = zero stress

Padrão

Sim, já estamos na quarta semana da obra.  O tempo passou voando e  a obra andou, aparentemente, mais rápido do que o previsto. Aí surge aquela expectativa:  será que acaba antes ?

Lenta e racionalmente nossos pezinhos voltam ao chão e temos que parodiar um dito popular: ” Pra quebrar todo santo ajuda.”

Enquanto isso, os pedreiros levam ao pé da letra a história de que casa tem que ter luz e ventilação. Meu banheiro é prova viva.

Eles não estão lá pra brincadeira.

Another brick in the wall

Padrão

Todos sabemos que qualquer obra impacta, não só a paciência dos vizinhos, mas também o meio ambiente. Centenas de caçambas lotadas de entulho, ferros, madeiras e etc  estão espalhados por toda cidade e ninguém sabe qual o destino final de todo esse material.

Bom, lá na obra tentamos gerenciar esse problema. Até agora conseguimos:

– grande parte do entulho serviu para nivelar o jardim

– grades  irão para a reciclagem de ferro

– reaproveitamento dos tijolos

Isso mesmo, esses lindos tijolos aqui embaixo já foram parte da casa.  Os cinquentões  ficarão aparentes em uma nova parede que será construída  no fundo do quintal.

Nos nossos planos ainda há o aproveitamento da madeiras dos rodapés e de uma janela.

Ampliando horizontes

Padrão

Integração. Esta foi a palavra que norteou o projeto desde o início.  E para encaixar todos os nossos  sonhos dentro de um sobrado velhinho e com os ambiente recortados, a única solução foi retirar quase todas as paredes.

Não é exagero, quase todas as paredes da casinha vão sofrer alguma modificação. A única exceção é, obviamente, o lado geminado da casa.

E antes que alguém pergunte, foi feita vistoria por um engenheiro.

Nesta parede vai ser instalada uma  porta balcão. Muito mais luminosidade e ventilação na sala.

 

Essa vai ser a parte mais complicada. Demolição das paredes entre a cozinha/sala/banheiro