Um cantinho para chamar de seu

Padrão

“Está na hora de você buscar um cantinho para chamar de seu”.  Essa foi a frase que minha mãe utilizou no seu conselho/ultimato.  Contudo, não sei exatamente quando esse papo rolou, mas a vontade de sair de casa já era um fato.  Afinal de contas, eu e Heitor  estamos juntos há seis anos.

Bom, a partir daí foram muitas horas em frente ao computador vasculhando exaustivamente os sites  Zap e ImovelWeb.  De vez enquando rolava uma espiadinha na Axpe,  só que os valores estavam far far away  do nosso budget. Para falar a verdade, e com base no que  víamos do mercado imobiliário paulistano, o desespero se instalou.  A visão de um financiamento imobiliário e seus juros extorsivos me deixavam de cabelos em pé.

Outro ponto que dificultava minha saga era o comodismo.  Sempre vivi na região central – mais precisamente na Bela Vista – e nos últimos oito anos moro em um apê enorme a poucos metros da Avenida Paulista.  Morar minimamente próximo a esse pedaço era exigência e, sendo assim, já exclui grande parte da cidade.

Tracei na minha cabeça um perímetro: Vila Mariana (no máximo até a Santa Cruz); Paraíso (até a Tutóia); Jardim Paulista (até Lorena); Pinheiros (até Fradique); Perdizes (região entre Pacaembu e Sumaré); Santa Cecília (baixo Higienópolis); Bela Vista / Cerqueira César; Aclimação.  Esses seriam os bairros em que eu iria me concentrar na busca.

Em vermelho os bairros selecionados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s